A ‘juíza’ natural de Kharkiv já arbitrou partidas das competições europeias, tanto no setor feminino como no masculino, segundo o sítio oficial na Internet da Federação Italiana de Futebol (FIGC).

“A família do futebol europeu tem um grande coração e o italiano está na primeira fila da ajuda à população ucraniana”, declarou o presidente da FIGC, Gabriele Gravina.

A Rússia lançou a 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já causou pelo menos 691 mortos e mais de 1.140 feridos, incluindo algumas dezenas de crianças, e provocou a fuga de cerca de 4,8 milhões de pessoas, entre as quais três milhões para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.