Após duas eliminações nas meias-finais, em 1987 e 2011, às mãos dos franceses, ambas por um ponto, os galeses tiveram hoje a sua desforra, em jogo dos quartos de final, disputado em Oita, e vão marcar presença pela terceira vez entre os últimos quatro do Mundial.

Com ensaios de Sebastien Vahaamahina (05 minutos), Charles Ollivon (08) e Virimi Vakatawa (31) – os dois últimos convertidos por Romain Ntamack (09 e 32) -, a França chegou ao intervalo a vencer por 19-10.

Aaron Wainwright, com um ensaio (12), e Dan Biggar, com a transformação (13) e uma penalidade (20), marcaram para os britânicos antes do descanso.

A França estava bem encaminhada, mas a exclusão do segunda linha Sébastien Vahaamahina, por falta violenta, ao minuto 49, deixou a seleção ‘tricolor’ reduzida a 14, e o País de Gales passou para a frente aos 75 minutos após um ensaio de Ross Moriarty e respetiva conversão de Dan Biggar, que já tinha batido com êxito outro pontapé de penalidade (54).

Na meia-final agendada para 27 de outubro, a equipa galesa vai enfrentar o vencedor do último jogos dos quartos de final, que opõe hoje, em Tóquio, o anfitrião Japão e a África do Sul.

A outra meia-final, que se disputa um dia antes, coloca em confronto a Nova Zelândia, bicampeã em título, e a Inglaterra.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.