Vários jogadores de equipas da Liga inglesa foram convocados pelas respetivas seleções nacionais para os jogos de qualificação para o Mundial2022, mas os clubes opuseram-se à saída de Inglaterra para países integrados na lista vermelha do Reino Unido relativamente à pandemia de covid-19, o que obrigaria a uma quarentena de 10 dias no regresso.

“Em sinal de confiança, boa vontade e cooperação, as federações de Brasil, Chile, México e Paraguai, em contacto estreito com a FIFA, decidiram retirar as queixas sobre os jogadores que atuam em clubes ingleses e não foram libertados por estes para os recentes jogos internacionais”, informou a FIFA, em comunicado.

A decisão anunciada pelo organismo regulador do futebol mundial tem ainda em conta os “sinais positivos e o diálogo construtivo” com o governo britânico relativamente à utilização dos jogadores sul-americanos pelas respetivas seleções na ‘janela’ de jogos internacionais em outubro.

“O Governo do Reino Unido está agora aberto a encontrar uma solução razoável com os três organismos [FIFA, Federação Inglesa de Futebol e ‘Premier League’], que estão a trabalhar em conjunto, num espírito de entendimento recíproco, nos interesses de todos”, indica o comunicado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.