O El Corte Inglés pediu permissão ao Banco de Espanha para criar o seu banco universal, avança o El Confidencial.

Segundo o jornal, que cita fontes próximas do retalhista espanhol, o grupo El Corte Inglés quer introduzir-se no mundo financeiro para prestar um serviço universal a todos os seus clientes — sejam privados ou pequenas e médias empresas. Isto é, deseja poder conceder crédito fora das suas lojas, financiar clientes e oferecer produtos financeiros.

A iniciativa conta com o apoio do Banco Santander.

Explica o jornal que a principal diferença é que os clientes podem passar a usar cartões do grupo — que serviam para financiar apenas compras no El Corte Inglés — para pagar qualquer tipo de compra. Da mesma forma, seria possível ao retalhista passar a conceder créditos ao consumo.

A título de exemplo, seria possível ao grupo financiar a compra de um carro, mesmo que este não seja vendido nas suas lojas, o que permitirá expandir o negócio.

Além disso, o grupo visa ainda conceder empréstimos a pequenas e médias empresas, área que considera ter muito potencial de crescimento.

Por fim, o grupo está ainda a considerar avançar com serviços de gestão de património, nos quais se incluem seguros.

Escreve o El Confidencial que a diversificação do negócio vai no sentido de compensar a estagnação do seu negócio principal, as vendas nas superfícies comerciais do grupo.

O que ganha o Santander em associar-se? Acesso a uma base de dados de 11 milhões de clients do El Corte Inglés.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.