“O quantitativo hoje determinado, a par da continuidade de algumas medidas excecionais para mitigar a crise provocada pela pandemia de covid-19, visam trazer tranquilidade ao setor, contribuindo para contrariar os efeitos desta crise e prevendo-se que estejam assegurados os rendimentos dos viticultores”, destacou o presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP), Gilberto Igrejas.

O conselho interprofissional do IVDP aprovou hoje o comunicado de vindima 2020 com um benefício de 104.000 pipas (550 litros cada).

Em 2020, tinha sido decidido um benefício de 102.000 pipas (550 litros cada) de mosto para produção de vinho do Porto, sendo 10 mil destas pipas destinadas para a reserva qualitativa.

Gilberto Igrejas salientou à agência Lusa que olhando para o benefício do ano passado, este ano são mais 12 mil pipas, pois em 2020 foi aprovado que 10 mil pipas eram destinadas para reserva qualitativa.

“Este acréscimo espelha de alguma maneira as vendas ocorridas neste primeiro semestre”, referiu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.