Nos primeiros seis meses do ano, a Suécia apresentou o preço mais alto para o gás de consumo doméstico (11,8 euros por 100 quilowatts/hora), seguindo-se a Holanda (9,2 euros) e a Dinamarca (8,6 euros), a Croácia (3,8 euros), e com a Hungria e Roménia (3,5 euros por 100 kWh cada) a apresentarem os menores preços.

Entre o primeiro semestre de 2018 e o de 2019, os maiores recuos nos preços do gás doméstico foram observados na Dinamarca (-1,7%), Hungria (-1,6%) e Áustria (-1,3%) e os principais aumentos na Bulgária (18,3%), Letónia (15,8%) e Estónia (14,2%).
Em Portugal, o gás para consumo doméstico subiu de 7,5 para 7,6 euros por 100 kWh.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.