“Em janeiro de 2022, nos aeroportos nacionais movimentaram-se 2,1 milhões de passageiros e 16,8 mil toneladas de carga e correio (+177,4% e +39,2%, respetivamente), revelando uma aceleração em comparação com a mês anterior (+168,7% e +31,7%)”, refere o Instituto Nacional de Estatística (INE) nas estatísticas rápidas do transporte aéreo referentes ao primeiro mês do ano.

Apesar do crescimento, os números mantêm-se abaixo do período pré-pandemia. Em relação a janeiro de 2020, o movimento de passageiros caiu 42,6% e o movimento de carga e correio diminuiu 2,8%.

No primeiro mês do ano, França foi o principal país de origem e de destino dos voos, tendo registado crescimentos de 129,1% no número de passageiros desembarcados de 69,9% no número de passageiros embarcados em comparação com o mesmo mês de 2021.

Já o Reino Unido destacou-se com o maior crescimento no número de passageiros embarcados e desembarcados (576,6% e 485,8%, respetivamente), ocupando o terceiro lugar entre os principais países de origem e o segundo nos países de destino.

Em termos de aeronaves que aterraram nos aeroportos nacionais, houve 11,9 mil em voos comerciais, representando um aumento homólogo de 106,1% (101,7% no mês anterior).

Em comparação com 2020, houve menos 21,6% aeronaves a aterrarem nos aeroportos nacionais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.