A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) anunciou que realiza hoje dois leilões de OT com maturidade em 15 de outubro de 2025 (cerca de cinco anos) e em 18 de outubro de 2030 (cerca de dez anos), com um montante indicativo global entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões de euros.

No anterior leilão com maturidades semelhantes, em 22 de abril, Portugal colocou 1.016 milhões de euros, acima do máximo indicativo, em Obrigações do Tesouro a seis e 10 anos, a juros mais altos face aos anteriores leilões comparáveis de 11 de março.

Em Obrigações do Tesouro (OT) com maturidade em 21 de julho de 2026 (cerca de seis anos) foram colocados 418 milhões de euros à taxa de juro de 0,843%, superior à taxa de juro de 0,059% verificada no anterior leilão comparável de 11 de março.

A procura cifrou-se em 979 milhões de euros, 2,34 vezes o montante colocado.

Com maturidade em 15 de fevereiro de 2030 (cerca de 10 anos), Portugal colocou 598 milhões de euros à taxa de juro de 1,194%, superior à registada no anterior leilão comparável, em 11 de março, quando foram colocados 500 milhões de euros em OT a 10 anos à taxa de juro mínima de 0,426%.

A procura atingiu 1.007 milhões de euros, 1,68 vezes o montante colocado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.