Em comunicado hoje divulgado, este sindicato filiado na CGTP considerou “provocatória” a proposta da Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição (APED) para aumento do salário dos trabalhadores especializados para 635,56 euros, a partir de 01 de dezembro deste ano.

A dirigente sindical Célia Lopes explicou à agência Lusa que este salário é apenas para “operadores especializados em topo de carreira” e que não abrange todos os restantes salários (incluindo trabalhadores como operadores de armazém), que termina em níveis de 600 euros (o atual valor do salário mínimo) e cujo salário progredirá depois em função do salário mínimo.

Se fosse aceite essa proposta da APED, disse, em 01 de janeiro de 2020, com o salário mínimo a subir para 635 euros mensais, “80% dos trabalhadores do setor” ficariam a receber o equivalente ao salário mínimo nacional.

Além disso, segundo o sindicato, esta proposta da APED está condicionada a que os sindicatos aceitem a introdução de um regime de banco de horas no Contrato Coletivo de Trabalho equivalente a 180 horas anual, o que considera que “tornaria a vida dos trabalhadores num inferno”.

Célia Lopes referiu ainda que a proposta implica o patrão poder definir como é usado o banco de horas (se paga as horas extra ou não, quando o trabalhador goza as horas que fez a mais ou mesmo se as goza antecipadamente ficando a dever horas de trabalho à empresa).

Esta proposta da associação patronal do setor abrangeria os trabalhadores das empresas que são filiadas na associação – cerca de 130 mil – explicou a dirigente, mas poderia aplicar-se a outros trabalhadores por portaria de extensão.

Os trabalhadores abrangidos são os das empresas de distribuição, grandes supermercados e cadeias de distribuição especializadas (como FNAC, Sport Zone, Toys R’Us, Ikea, Decathlon, Sacoor).

O CESP realiza hoje um plenário nacional de dirigentes, delegados e ativistas sindicais das empresas de distribuição, sendo que depois os participantes têm marcada uma concentração frente à sede da APED, em Lisboa, pelas 16h30.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.