O continente contabilizava hoje 23.616 mortes (mais 34 mortes nas últimas 24 horas) causadas pelo novo coronavírus, num universo de 1.057.599 de infetados (mais 1.635), tendo o número de pessoas declaradas como recuperadas da doença subido para 745.530 (mais 1.092), de acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), que reúne os dados mais recentes dos relatórios oficiais dos 55 países-membros desta organização.

O maior número de casos e de mortos de covid-19 continua a registar-se na África Austral, com 593.840 infetados e 11.313 vítimas mortais.

Nesta região, a África do Sul, o país mais afetado do continente, contabiliza 563.598 infetados e 10.621 mortos, números que não foram atualizados nas últimas 24 horas.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, tem agora 179.055 infetados e 7.185 mortos e na África Ocidental o número de casos subiu para 141.635 e o de vítimas mortais para 2.110.

Na região da África Oriental, registam-se 92.540 casos e 2.044 mortos e na África Central são contabilizados hoje 50.529 casos de infeção e 964 óbitos.

O Egito é o segundo país com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, contabilizando 95.666 infetados e 5.035 óbitos, seguindo-se a Argélia, que conta hoje com 35.156 casos e 1.299 vítimas mortais. Nestes dois casos, trata-se de números que não foram atualizados nas últimas horas.

Entre os cinco países mais afetados, estão também a Nigéria, que regista 46.867 infetados e 950 óbitos (os mesmos números das últimas 24 horas), e o Sudão, com 12.033 casos e 781 vítimas mortais.

Entre os países africanos lusófonos, Cabo Verde lidera em número de casos (tem hoje 2.920 casos e 33 mortos), seguindo-se Moçambique (2.481 casos e 17 mortos), Guiné-Bissau (2.088 casos e 29 mortos), Angola (1.735 infetados e 80 mortos) e São Tomé e Príncipe (878 casos e 15 mortos).

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), tem 4.821 infetados e 83 óbitos, um número que se mantém constante há várias semanas.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito em 14 de fevereiro e a Nigéria foi o primeiro país da África Subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou cerca de 722 mil mortos e infetou mais de 19,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

PJA // JPF

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.