"Este financiamento chega num momento crítico em que o país procura fechar a sua crescente lacuna fiscal, evitar uma prolongada queda económica em resultado desta crise e fornecer apoio aos mais vulneráveis", disse Idah Z. Pswarayi-Riddihough, diretora do Banco Mundial para Moçambique, Madagáscar, Maurícias, Comores e Seychelles, citado no documento.

Segundo o comunicado, a ajuda faz parte de um pacote mais amplo de apoio que a instituição tem prestado ao país africano desde 2017, com o objetivo de reforçar os serviços de saúde, melhorar o acesso à água e saneamento e ampliar a cobertura de programas de proteção social, bem como criar um melhor ambiente de negócios.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.