Depois do triunfo, por 3-1, na Estónia, o Benfica estava bem encaminhado para aceder à segunda, de três rondas, de acesso à fase de grupos da Liga do Campeões, bastando 'apenas' vencer dois dos parciais esta noite.

Com este resultado, o Benfica vai agora defrontar os islandeses do Valepa, que hoje venceram os neerlandeses do Draisma, por 3-1, depois de terem ganho na primeira mão, por 3-2.

Os campeões nacionais entraram mais fortes no jogo, com bons apontamentos no bloco e no serviço, motivo pelo qual rapidamente manietaram o Bigbank Tartu, que mais não fez que tentar perder pelo menor número de pontos possível, aproveitando a desconcentração final dos 'encarnados' para chegar ao final do 'set' a perder apenas por quatro pontos (25-21).

No segundo parcial, aquele que seria o da confirmação, os comandados de Marcel Matz, surpreendentemente, entraram 'tremidos', tendo os forasteiros chegado à condição de vencedores (6-5) e estado a liderar o marcador por seis pontos de vantagem (17-11), acabando por vencer por claros 25-17.

André Aleixo abriu o caminho no terceiro parcial, o Bigbank Tartu pouco depois passou para a frente do marcador (3-1), mas isso não atemorizou os 'encarnados', que se balancearam, ombrearam e suaram para 'carimbar' o passaporte para a fase seguinte (25-21).

Já com o destino traçado, a parte restante da eliminatória foi apenas para 'cumprir' calendário, tendo o jogo perdido intensidade e, por inerência, emotividade. O Bigbank Tartu entrou mais forte, mas o Benfica chegou à condição de vencedor à passagem dos 11-10, pelo inevitável André Aleixo e depois, a partir daí, controlou as operações até Pablo Machado selar o jogo (25-20).

Jogo realizado no Pavilhão n.º 2 do Estádio da Luz, em Lisboa.

Benfica - Bigbank Tartu, 3-1.

Parciais: 25-21 (25 minutos), 17-25 (26), 25-21 (24) e 25-20 (27).

Sob a arbitragem de David Fernandez Fuentes (Espanha) e Chantal Kaiser (França), as equipas alinharam:

- Benfica: André Lopes, Hugo Gaspar, Flávio Soares, Tiago Violas, André Aleixo e Ivo Casas (líbero). Jogaram ainda: Peter Wholfahrtstatter, Pablo Machado, Lucas Santos, Aaro Nikula, Bernardo Westermann e Bernardo Silva (líbero).

Treinador: Marcel Matz.

- Bigbank Tartu: Albert Hurt, Martti Juhkami, Aleksander Eerma, Alex Saaremaa, Valentin Kordas e Rait Rikberg (líbero). Jogaram ainda: Kevin Soo, Ronald Jarv, Mart Naaber, Tamur Viidalepp e Taavet Leppik (líbero).

Treinador: Alar Rikberg.

Assistência: cerca de 800 espetadores.

CYP // VR

Lusa/Fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.