Na antevisão da deslocação ao reduto do Famalicão, domingo, na 34.ª e última jornada da I Liga, Carlos Carvalhal foi confrontado com o seu futuro, tendo revelado esperar "uma conversa segunda ou terça-feira" com António Salvador.

"Tive dois anos de contrato, durante os quais tive oportunidade de sair e melhorar condições financeiras -- desportivas não posso dizer, porque quando trabalhamos no nosso clube nunca podemos dizer que vamos mudar para melhor - e decidi ficar. O contrato está a terminar agora, ficou apontada uma conversa para depois de terminar o campeonato. Espero que talvez segunda ou terça-feira possamos falar", disse.

O treinador frisou não ter recebido "proposta nenhuma" de António Salvador e, questionado sobre se gostaria de continuar em Braga, respondeu: "No futebol, não é uma questão de gostar ou não. As pessoas adultas conversam, exprimem as suas ideias, fazem o rescaldo dos lados positivos e negativos da época, e poderá haver entendimento ou não."

Superada a pontuação da época passada, a meta é agora atingir os 68 pontos, que passariam a ser a terceira melhor marca pontual de sempre dos minhotos na I Liga.

Apesar de perspetivar "uma tarefa muito difícil" em Famalicão, onde "há muitos anos o Sporting de Braga não vence", Carlos Carvalhal garantiu uma equipa "em busca dos três pontos".

"Temos objetivos bem definidos e vamos tentar vencer para conseguir o terceiro melhor registo pontual da história do clube. É isso que nos anima, mas não jogamos sozinhos. O Famalicão tem excelentes executantes, fez um campeonato aquém do seu real valor, reencontrou-se nos últimos jogos e vai estar muita gente no estádio", anteviu.

Carvalhal também comentou o facto de o Sporting de Braga ter dominado os prémios da Liga de clubes em abril, com ele próprio a receber o galardão de melhor treinador, além das distinções entregues a Matheus (melhor guarda-redes), David Carmo (melhor defesa) e Ricardo Horta (melhor jogador).

"As nossas equipas evoluem muito da primeira para a segunda volta, à exceção da última época, mas recuperámos e vencemos a Taça de Portugal. Muitos jogadores do Sporting de Braga fizeram as suas melhores épocas de sempre e só com um forte coletivo é que há destaques individuais. Destacou-se o David Carmo, que está agora a um nível de excelência, está mais maduro mais calmo. O Matheus fez uma época brilhante e temos 23 jogos sem sofrer golos. O Ricardo Horta está a fazer uma das melhores épocas de sempre ou mesmo a melhor. O prémio para o treinador não é para mim, mas sim para a equipa", disse.

O técnico aludiu ainda ao facto do Sporting de Braga ter sido eliminado da Liga Europa por um dos finalistas.

"Fomos afastados numa fase adiantada da competição por um adversário de grande valor e que pode vencer a final. Ser afastado pelo potencial vencedor mostra que o adversário não é assim tão fraco como se 'pintava'. Fizemos jogos com nível altíssimo na Europa, vencemos Porto e Benfica, que são equipas de Liga dos Campeões, e discutimos o jogo com o Rangers quando estávamos com 10. Só enobrece o nosso trajeto", disse.

Carlos Carvalhal confirmou que o jovem checo Lukcas Hornicek, habitual titular da equipa B, vai ser o guarda-redes da equipa em Famalicão.

Sporting de Braga, quarto classificado, com 65 pontos, e Famalicão, 12.º, com 36, defrontam-se a partir das 18:00 de domingo, no Estádio Municipal de Famalicão, num jogo que será arbitrado por Manuel Mota, da Associação de Futebol de Braga.

 

GYS // MO

Lusa/Fim.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.