O belga de 35 anos conquistou a sua sétima vitória numa grande Volta, a segunda no Giro, quase 10 anos depois da anterior, ao concluir os 153 quilómetros da tirada, com início e chegada na cidade napolitana, em 3:32.53 horas, o mesmo tempo do italiano Davide Gabburo (Bardiani-CSF-Faizanè) e do espanhol Jorge Arcas (Movistar), que se destacaram entre os fugitivos.

O pelotão chegou 3.33 minutos depois, com López a segurar a liderança pelo quinto dia seguido, na véspera da subida ao Blockhaus, e os 38 segundos de vantagem sobre o alemão Lennard Kämna (BORA-hansgrohe), enquanto o estónio Rein Taaramäe (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux), terceiro, se aproximou quatro segundos, ficando a 58.

O português João Almeida (UAE Emirates), que foi 68.º na etapa, caiu um lugar para o oitavo posto, a 1.58 de López, com a 'escalada' do francês Guillaume Martin (Cofidis) para a quarta posição, graças à fuga do dia.

No domingo, o pelotão da 'corsa rosa' vai enfrentar os 191 quilómetros entre Isernia e Blockhaus, numa tirada com cinco contagens de montanha, duas delas de primeira categoria, a última das quais coincidindo com a meta.

JP // JP

Lusa/Fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.