De acordo com as previsões do Fundo Monetário Internacional para este ano e para 2017, feitas no princípio de maio, o Brasil e a Guiné Equatorial são os únicos dois países em recessão, seguindo-se depois um grupo de três países cuja expansão económica deverá ficar abaixo dos 3% este ano - Angola, Cabo Verde e Portugal.

No pelotão deste grupo que se fosse um país seria a sexta maior economia mundial, mantêm-se a Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, num grupo liderado por Moçambique, que terá o maior crescimento da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP): 6% este ano e 6,8% em 2017, um valor entretanto revisto em baixa pelo próprio FMI, que espera agora um crescimento de 4,5% para este ano.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.