"Voltei a ser obrigada a deixar as minha casa e fugir para um centro de acomodação devido a chuva, tal como em março. Perdi o pouco que estava a tentar reorganizar", lamenta à Lusa Rabeca Mussece, 33 anos, com o filho ao colo, sentada num dos bancos da Escola Secundária de Matadouro, no bairro da Manga, cidade da Beira.

Tal como Rabeca Mussece, um total de 110 pessoas foram obrigadas a procurara refúgio naquele escola após chuva intensa, de quarta-feira e quinta-feira, na nalguns distritos da província de Sofala, incluindo a cidade da Beira.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.