"Independentemente do que venha a fazer no futuro, o Fernando já fez história, pois é talvez o atleta (português) com mais medalhas em Campeonatos da Europa e do Mundo. Não sei se não estará já perto da meia centena", disse à Agência Lusa o seu treinador.

Em momento de euforia, Hélio Lucas não deseja "colocar pressão" no seu atleta para os Jogos Olímpicos, recordando que, aos 26 anos, Pimenta ainda tem muito tempo para ser único em Portugal: "Ainda tem 10 anos pela frente para chegar ao patamar mais alto".

"Acho que não há igual em Portugal. Em qualquer prova, não ser medalha é um problema. Mesmo em Duisburgo (Taça do Mundo, em maio), em dia mau, foi ouro em K1 5000", reforçou.

Hélio Lucas entende que o seu pupilo "ainda pode fazer mais história", recordando que "já é caso único" na canoagem portuguesa e que "não há muitos iguais" a ele no país.

Além do título Europeu em K1 1000, que já tinha conquistado enquanto júnior, em sub-23 e em sénior, mas em K4, destacam-se na carreira de Fernando Pimenta a prata olímpica em Londres2012, com Emanuel Silva, em K2 1000.

Em embarcação individual, Pimenta tem o bronze mundial em 2015, o mesmo metal que obteve nosso Europeus de 2011.

Domingo, pode aumentar o pecúlio na final de K4 1000 com Emanuel Silva, João Ribeiro e David Fernandes e em K1 5000, distância não olímpica que encerra os Europeus de Moscovo.

RBA // PFO

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.