Depois da vitória do 'brexit', com 51,9% dos votos, no primeiro referendo na quinta-feira - que deixou o país profundamente dividido -, a página da Câmara dos Comuns na Internet colapsou devido ao elevado número de pessoas que entraram para aderir à proposta.

O texto, proposto por um cidadão que se identificou como William Oliver Healey, pede aos deputados para introduzirem uma norma que force a convocação de um segundo referendo caso a votação pela saída ou permanência na UE esteja abaixo de 60%, com uma participação de 75%.

Numa mensagem na página da Internet, a Câmara dos Comuns sublinha que agora esta petição será debatida, como todas as iniciativas de cidadãos que reúnam mais de 100.000 assinaturas.

A comissão de petições reúne-se na próxima terça-feira, dia em que poderia decidir se aprova o debate sobre este assunto.

Na quinta-feira, 51,9% dos votantes britânicos optaram pela saída do Reino Unido da UE, contra 48,1% que preferia manter-se, numa consulta com uma participação de 72,1% dos eleitores.

O resultado precipitou o anúncio da demissão do primeiro-ministro britânico, o conservador David Cameron, e levou os líderes da União Europeia a pedir ao Reino Unido para iniciar o processo da retirada do bloco comunitário "o mais rapidamente possível.

MC // SO

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.