O levantamento indicou que em todo o ano passado houve 41.635 assassinatos no país, contra 51.558 em 2018.

Foi o menor número de crimes violentos registado em toda a série histórica do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, iniciada em 2007, que compilou os dados deste levantamento em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP).

O levantamento considera o número de assassinatos, incluindo os crimes contra mulheres por causa do género, latrocínios (roubo seguido de morte) e lesões corporais seguidas de morte.

O ministro da Justiça e da Segurança Pública do Brasil, Sérgio Moro, comentou o resultado da pesquisa, numa publicação na rede social Twitter.

"Queda recorde no número de assassinatos em 2019" no país, após crescimento de 2007 a 2017. 9.923 vítimas a menos do que em 2018. Parabéns a todas as forças de segurança federais, estaduais e municipais. Vamos trabalhar duro e juntos para melhorar", escreveu Moro.

Os dados também apontaram que embora o número de crimes violentos no país tenha recuado, no último trimestre do ano passado a queda não foi tão acentuada quanto nos meses anteriores, ficando em 11,8%.

Nove estados do Brasil registaram uma subida no número de assassinatos de outubro a dezembro.

CYR // LFS

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.