"Na área do projeto, apenas atividades críticas continuam e isso será feito em coordenação com as autoridades locais", declarou o diretor-geral do Instituto Nacional de Saúde de Moçambique, Ilesh Jani, numa conferência de imprensa no Ministério da Saúde, em Maputo.

Dos sete novos casos hoje anunciados pelas autoridades, seis resultam de uma investigação sobre as ramificações de um caso de infeção pelo novo coronavírus, anunciado em 02 de abril, descoberto em Afungi, Cabo Delgado, na área do projeto para a exploração de gás no Norte de Moçambique liderado pela francesa Total.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.