O PRS decidiu "prestar o seu total e incondicional apoio político ao candidato presidencial general Umaro Sissoco Embalo por entender ser o que reúne melhores condições para garantir a unidade nacional, reconciliação e estabilidade política governativa, pressupostos essenciais à salvaguarda da paz e desenvolvimento", refere o partido, o terceiro mais votado nas legislativas de março.

No comunicado, emitido na sequência da reunião da comissão política, realizada no sábado, em Bissau, o partido apela também aos seus "dirigentes, militantes e simpatizantes" no país e na diáspora para participarem ativamente na campanha eleitoral de Umaro Sissoco Embaló.

A segunda volta das presidenciais vai ser disputada entre Domingos Simões Pereira e Umaro Sissoco Embaló.

Domingos Simões Pereira, apoiado pelo Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC, no poder), foi o candidato que obteve maior percentagem de votos, 40,13%, não conseguindo mais de metade para vencer à primeira volta.

Umaro Sissoco Embaló, apoiado pelo Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15), foi o segundo mais votado e obteve 27,65% dos votos.

Na primeira volta das presidenciais, realizada a 24 de novembro, o PRS apoiou o candidato Nuno Nabiam, que ficou na terceira posição, e que também já anunciou que vai apoiar Umaro Sissoco Embaló.

MSE // EA

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.