Segundo o porta-voz do Serviço de Proteção Civil e Bombeiros do Bié, Vasco Chioca, os dados reportam-se ao período entre outubro e novembro, sendo que a maioria das vítimas residia nos municípios do Cuito, capital provincial do Bié, e de Catabola.

O responsável adiantou ainda que face à situação preocupante, as autoridades provinciais estão a instalar vários para-raios nas zonas urbanas.

NME// APN

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.