Além das 27 detidos, outras 24 pessoas ficaram sob custódia policial na sequência dos violentos confrontos em que os manifestantes atiraram blocos de cimento contra a polícia antimotim e incendiaram veículos.

Aproximadamente 100 "manifestantes particularmente violentos" forçaram as barricadas da polícia na Praça da República, a qual tem sido palco de concentrações noturnas ao longo do último mês por parte dos "indignados" franceses do grupo "Nuit Debout".

Contudo, na quinta-feira os manifestantes foram autorizados a permanecer apenas até à meia-noite.

A polícia afirmou que os últimos manifestantes foram dispersados pelas 02:00 (01:00 em Lisboa), sendo que alguns deixaram as barricadas improvisadas "para impedir o avanço das forças de segurança"

Um jornalista da agência AFP no local viu dois carros e duas motas a serem incendiadas.

O novo surto de violência tem lugar depois dos confrontos de quinta-feira durante os protestos contra as contestadas leis laborais que deixaram 24 polícias feridos, três dos quais com gravidade.

O movimento cidadão francês "Nuit Debout" ("Acordados Toda a Noite"), que começou a mobilizar-se no mês passado contra as reformas laborais propostas pelo executivo de Paris, pretende convocar uma série de reuniões no fim de semana de 07 e 08 de maio para discutir a preparação de um "protesto internacional".

DM // JPS

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.