"Os seis membros da CEMAC (Chade, República Centro-Africana, Guiné Equatorial, Congo, Gabão e Camarões) formam uma das subregiões menos integradas de África, e por isso o investimento em infraestruturas é crucial para aumentar a integração económica entre os países e promover o crescimento económico e o desenvolvimento a longo prazo", lê-se num comentário à recente reunião em Paris que garantiu investimentos de 3,8 mil milhões de euros até 2025 nestes países.

"O Programa Económico Regional, se for implementado de forma eficaz e eficiente, pode ter um impacto positivo significativo na África central em termos do comércio da região e das perspetivas de crescimento", concluem os analistas na nota hoje divulgada.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.