O total de vítimas mortais da pandemia desde fevereiro de 2020 em Itália é agora de 121.738.

Os nove mil novos casos representam um aumento em relação ao dia anterior, mas também se realizaram 315.506 testes, quase mais 200.000.

Das 413.889 pessoas com o SARS-CoV-2, a grande maioria encontra-se em casa com sintomas leves ou assintomática, enquanto 20.599 estão hospitalizadas (menos 286 que no dia anterior), incluindo 2.423 nos cuidados intensivos (menos 67).

Em relação à campanha de vacinação, foram administradas 21.161.899 doses e 6.379.737 pessoas já foram completamente imunizadas.

Itália iniciou há uma semana o levantamento das restrições contra a propagação da pandemia nas zonas de baixo contágio, "zonas amarelas", com a reabertura de bares e restaurantes, assim como de museus, cinemas e teatros, e o regresso à escola dos alunos do secundário.

Catorze regiões italianas das 20 do país têm a classificação de "zona amarela" e desde segunda-feira o Vale de Aosta (norte) é a única "zona vermelha", a de maior risco.

A pandemia de covid-19, transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019 na China, provocou pelo menos 3,2 milhões de mortos no mundo, resultantes de mais de 153,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço da agência France-Presse.

 

PAL // EL

Lusa/fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.