O atleta, de 20 anos apenas, apareceu na última volta muito mais 'fresco' que os seus adversários, demonstrando que será forte candidato a medalhas nos Jogos Olímpicos, em Tóquio.

O mais novo dos irmãos Ingebrigtsen, que é o atual campeão europeu absoluto de 1.500 e 5.000 metros (feito conseguido ainda junior), retirou 1,26 segundos ao anterior recorde, na posse do belga Mohammed Mourhit desde o ano 2000.

A prova do norueguês foi espetacular, já que a meio parecia irremediavelmente atrasado dos primeiros. Recuperou, e a 200 metros 'embalou' para um triunfo indiscutível.

A marca 'pulveriza' o seu recorde pessoal, de 13.02,03, e coloca-o na liderança mundial do ano, a menos de dois meses de Tóquio2020.

A grande desilusão pertenceu ao recordista mundial, o ugandês Joshua Cheptegei, apenas sexto, com 12.54,69.

Atrás de Jakob Ingebrigtsen terminaram o etíope Hagos Gebrhiwet (12.49,02) e o canadiano Mohamed Hammed (12.50,12).

FB // NFO

Lusa/fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.