Em declarações aos jornalistas, à margem da abertura daquela estrutura comercial, Manuel Caldeira Cabral escusou-se a comentar noticias que avançam com a possibilidade de ser necessário um corte de mil milhões de euros nas contas do Governo, reafirmando que na quarta-feira foi aprovado um Orçamento dO Estado (OE2016) de "confiança" com "redução da carga fiscal".

Segundo o governante, a abertura do novo centro comercial em Braga, o qual integra uma loja do grupo sueco IKEA, é "prova acabada" que há quem acredite em Portugal e que não é mais preciso "adiar" projetos de sucesso por causa da crise.

"Este é um espaço que estava para abrir há seis anos, com a crise ficou parado e agora reabre em força. É um bom exemplo de uma perspetiva firme de comercializar e produzir em Portugal", referiu Caldeira Cabral, lembrando que o IKEA tem unidades de produção no país.

O ministro considerou, assim, que a nova unidade comercial é uma "sinal de confiança no país, de esperança e de que há dinamismo na economia portuguesa para que as coisas hoje, em vez de fecharem, voltem a abrir e a criar postos de trabalho que é o que a economia precisa".

"Estamos aqui como a prova acabada de há quem acredite em Portugal e que os projetos de sucesso não têm mais que ser adiados, têm que ser concretizados porque país sabe responder a eles", apontou.

Questionado com a necessidade de um eventual corte de mil milhões de euros nas contas do Estado, o titular da pasta da Economia não avançou onde podia esse corte ser feito nem se teria que ser feito, optando por lembrar os princípios do OE2016 aprovado na quarta-feira na Assembleia da República.

"O Orçamento do Estado aprovado ontem [quarta-feira] é um orçamento que repõe o rendimento dos portugueses, que aposta na confiança e com uma redução da carga fiscal. Foi esse o orçamento do Estado que foi aprovado", disse.

O Nova Arcada abriu hoje com 68.500 metros quadrados, albergando 109 lojas, um investimento de 160 milhões de euros que, acreditam os responsáveis pela estrutura, irá criar cerca de dois mil postos de trabalho diretos.

JYCR // MSF

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.