Na agenda da XII conferência de chefes de Estado e de Governo da CPLP, que decorre na terça e na quarta-feira em Santa Maria, ilha do Sal, Cabo Verde, está a proposta de atribuição do estatuto de observador associado a oito novos países -- Reino Unido, França, Itália, Andorra, Luxemburgo, Sérvia, Argentina e Chile -- e, pela primeira vez, a uma organização -- a Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI).

"É sinal da credibilidade e da visibilidade que a CPLP tem vindo a ganhar na cena internacional", sustentou a secretária-executiva da organização, Maria do Carmo Silveira, em entrevista à Lusa.