"Um júri constituído por Daniel Jonas, Isabel Cristina Mateus e Maria Carlos Loureiro, reunido na sede da APE [em Lisboa], decidiu, por unanimidade, atribuir o prémio ao livro 'Gente melancolicamente louca', de Teresa Veiga, editado pela Tinta-da-China", afirma a APE, em comunicado.

"Pela elegância despojada da sua escrita, Teresa Veiga revela um notável domínio do tempo, espaço e ritmo narrativos, incorporando várias leituras e sintetizando-as fulgurantemente na sua voz. É com mestria que a autora trata o género, de forma a envolver o leitor nas diferentes atmosferas narrativas que constrói", justifica o júri citado pela APE.

Grande Prémio de Conto-Camilo Castelo Branco, no valor pecuniário de 7.500 euros, foi instituído em 1991, pela APE, com o patrocínio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, e "destina-se a distinguir uma obra em língua portuguesa de um autor português ou de país africano de expressão portuguesa, publicada em livro em 1.ª edição, no decurso do ano transato".

"A data do ato formal de entrega será oportunamente anunciada", esclarece a APE.

NL // MAG

Lusa/Fim