Os resultados definitivos da sessão indicam que o seletivo Dow Jones Industrial Average terminou próximo do equilíbrio, em baixa de 0,03%, para os 31.060,47 pontos.

Ao contrário, o tecnológico Nasdaq valorizou 0,43%, para as 13.128,95 unidades, ao passo que o alargado S&P500 avançou 0,23%, para as 3.809,84.

Hoje, os meios financeiros tiveram os olhos virados para a Câmara dos Representantes, que começaram a votar, antes do fecho da sessão, uma histórica segunda destituição de Donald Trump.

Os representantes acusaram Trump de "incitação à insurreição", a propósito do assalto ao Capitólio pelos seus apoiantes, em 06 de janeiro.

Este voto marcou a abertura formal do procedimento da destituição contra Trump, sendo que compete ao Senado fazer o seu julgamento.

Em todo o caso, estes acontecimentos não desviaram a atenção dos investidores dos mercados.

"As pessoas têm mais medo de falhar uma subida do que sofrer uma descida" neste momento, resumiu Gregori Volokhine, da Meeschaert Financial Services.

"Desde que um título baixe um pouco, é comprado no dia seguinte", acrescentou.

Os investidores continuam a esperar desenvolvimentos positivos, como "o importante plano de ajuda que (o presidente eleito) Joe Biden vai propor ou uma maior distribuição das vacinas", acrescentou o analista, estimando que aqueles não se sentiam "envolvidos" pelo processo de destituição.

"Os investidores não são afetados por esta informação política. A página Trump está virada. Quaisquer que sejam as peripécias que faltem", garantiu Volokhine.

Na frente dos indicadores, os preços no consumo subiram 0,4% em dezembro, nos EUA, uma inflação atribuída à subida dos preços nos combustíveis na bomba, segundo o índice de preços no consumidor divulgado pelo Departamento do Trabalho.

O banco central dos EUA, a Reserva Federal (Fed), divulgou o seu denominado Livro Bege, eu junta informação divulgada pelas suas antenas espalhadas pelo país.

A próxima reunião de política monetária está marcada para dias 26 e 27.

A atividade melhorou de forma moderada para as empresas dos EUA nas últimas semanas de 2020, e um terço das regiões sofreram um recuo ou uma estagnação da atividade.

Por outro lado, os investidores já se estão a preparar para a época de divulgação dos resultados trimestrais, que vai ser aberta no final da semana por vários dos grandes bancos norte-americanos, como JPMorgan Chase, Citigroup e Wells Fargo.

Entre os títulos do dia, a Intel valorizou 6,97%. O presidente do fabricante dos semicondutores, Bob Swan, vai abandonar as suas funções em 15 de fevereiro, anúncio que é feito duas semanas depois da entrada de Dan Loeb, um ativista, no capital da empresa, que reclama uma divisão do conglomerado.

O fabricante de bicicletas domésticas interativas Peloton ganhou 7,29%, depois de conhecida uma apreciação de um analista.

Valorizações espetaculares foram apresentadas pela sociedade de crédito em linha Affirm, que entrou hoje em bolsa, e fechou o dia com uma subida de 98%, e pelo vendedor de jogos vídeo GameStop, que subiu 57,39% depois de se conhecer a entrada de acionistas ativistas na sua administração.

RN // JLS

Lusa/fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.