Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Em comunicado, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) refere que realizou, na quarta-feira em todo o país, uma operação dirigida às atividades com mais reclamações e aos operadores económicos que atuem no mercado de forma clandestina, fiscalização que assinalou o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor.

Durante a operação, a ASAE fiscalizou 188 operadores económicos, sobretudo ligados à área de restauração e bebidas, supermercados, cabeleireiros, empreendimentos turísticos e alojamento local.

Aquele órgão de polícia criminal adianta que suspendeu a atividade a seis estabelecimentos de restauração e bebidas e um talho por incumprimento dos requisitos de higiene, apreendeu cerca de 705 quilogramas de alimentos por falta de requisitos de comercialização e de rotulagem e seis máquinas de jogo, num valor de 24 mil euros.

No âmbito da operação, a ASAE instaurou nove processos-crime e 56 processos de contraordenação.

A ASAE adianta que as principais infrações de natureza criminal detetadas foram a prática de jogo ilícito, usurpação e fraude sobre mercadorias, enquanto as de natureza contraordenacional foram por falta de licenciamento para a atividade, falta de preços e de requisitos de higiene.