Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

As vítimas faziam parte de um grupo de oito pessoas que praticavam um passeio de esqui num setor considerado perigoso nos Alpes de Tux, perto de Innsbruck.

Quatro esquiadores conseguiram sair da neve pelos seus próprios meios.

As primeiras informações das equipas de socorro referem que as vítimas são de nacionalidade suíça.

Esta avalancha, que abrangeu um largo setor de 700 metros nos contrafortes do Jochgrubenkopf (2.453 metros), a mais mortífera desde o início do ano neste maciço alpino austríaco.

Hoje, o risco de avalancha era em média de 1 a 2 (fraco ou limitado) no Tirol austríaco, mas podia ser mais elevado localmente, preveniram os socorristas.

Sem incluir o esquiador desaparecido, este incidente eleva para 16 o número de vítimas de avalanchas na Áustria desde 01 de janeiro. As avalanchas provocaram 17 mortos neste país no inverno de 2015/16, e 27 no ano anterior.