Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

"Ocorreu um incêndio em três anexos e algum canavial, numa zona contígua à escola. Não atingiu o edifício escolar, mas devido ao fumo muito intenso foi necessário evacuar a escola num total de 900 alunos, que foram deslocados para um local seguro por indicação da Proteção Civil", disse à Lusa Bruno Loureiro, adjunto de comando dos bombeiros Sul e Sueste, do Barreiro.

O incêndio ocorreu às 08:52, segundo disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, num zona de anexos que fica situada junto à vedação da escola, perto do pavilhão desportivo do estabelecimento.

Bruno Loureiro referiu que o incêndio causou ferimentos ligeiros em 13 crianças, que foram transportadas para o hospital do Barreiro. Nenhum caso é considerado grave.

"Treze alunos foram transportados ao hospital do Barreiro, 12 por inalação de fumos e um caso com um traumatismo na perna. São situações ligeiras, foram transportados por precaução ao hospital, mas não inspiram cuidados", afirmou.

Fonte do hospital do Barreiro confirmou à Lusa que deram entrada das crianças no serviço de urgência pediátrica.

"Algumas já tiveram alta e sete estão em observação, mas são situações ligeiras e nenhuma irá ficar internada", disse.

Segundo o responsável dos bombeiros, foram ainda assistidas no local mais 15 pessoas também por inalação de fumos e alguns casos de ansiedade, entre eles o proprietário do espaço onde ocorreu o incêndio, mas "tudo casos muito ligeiros".

"A escola deve reabrir durante o dia de hoje. Os alunos já regressaram e a situação está terminada, tendo sido extinto o incêndio. A vigilância não detetou nenhum foco de incêndio e a escola pode reabrir assim que a direção entender", concluiu.

No local do incêndio estiveram 18 veículos e 40 operacionais, dos bombeiros, PSP e Proteção Civil do Barreiro.