Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

A reunião foi pedida pelo Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SCIF/SEF), que há muito alerta para a falta de inspetores no SEF.

“Há um estrangulamento no SEF ao nível do pessoal e de meios”, disse à agência Lusa o presidente do sindicato Acácio Pereira, responsabilizando os sucessivos Governo pela falta de inspetores, inclusive deste Governo, que ainda não realizou qualquer admissão.

Acácio Pereira adiantou que, durante a reunião, vai ser discutida a falta de inspetores em todo o país, mas sobretudo no aeroporto de Lisboa.

No final de 2016, 45 novos inspetores terminaram a formação e atualmente está a decorrer outro curso também com 45 elementos, tendo estas novas admissões decorrido ao abrigo de um concurso interno.

Segundo o sindicato, este concurso interno foi feito pelo anterior Governo.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras tem atualmente 750 inspetores.