Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Os condicionamentos começam no sábado, dia 18 de março, quando se realiza a "Corrida Vitalis", o "Passeio avós e netos" e a "Prova míni campeões".

Estas provas irão abranger o Estádio Nacional, Praça da Maratona, Cruz Quebrada, Av. da Índia, Largo da Praça do Império, Museu da Eletricidade, Av. Brasília e Cordoaria Nacional.

O Comando Metropolitano da PSP aponta que irá haver uma "interdição rodoviária na Av. da Índia, entre as 23:00 de sábado e as 17:00 de domingo", 19 de março, "a partir dos viadutos metálicos de Alcântara, até aos viadutos de Pedrouços, junto à Fundação Champalimaud".

Nesta altura, o trânsito será então desviado para a Av. Brasília.

No domingo, 19 de março, a circulação estará interdita na Av. Marginal (junto à estação ferroviária de Algés) até ao Alto da Boa Viagem, entre as 08:00 e as 15:00.

Sendo que a partida da EDP Meia Maratona de Lisboa será dada na Ponte 25 de Abril, a partir das 09:15 estarão encerrados todos os acessos rodoviários à ponte.

A PSP prevê reabrir a circulação na ponte após as 13:00.

Também a circulação de elétricos da Carris será afetada a partir das 09:00, e até ao final da prova.

"O trânsito em geral, incluindo elétricos da Carris, ficará impedido circular até Algés, sendo o seu ponto de retorno efetuado junto ao Mosteiro dos Jerónimos", acrescenta a PSP em comunicado.

A Polícia de Segurança Pública aconselha então os cidadãos a planearem as suas deslocações, por forma a evitar constrangimentos nos trajetos, e a acatarem "com total disponibilidade as ordens dos polícias".

"A polícia conta com a colaboração de todos, na comunicação de ocorrências que possam pôr em causa a segurança pública. Se considerar necessária a intervenção da polícia, não hesite em pedir a nossa colaboração, memorize no seu telemóvel o número de telefone do Comando Metropolitano de Lisboa da Lisboa", remata a PSP.