Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

A circulação em Portugal envolve os jornais  e Vanguarda, bem como a revista Rumo, "com informação atualizada sobre Angola, prestando, desta forma, o seu contributo para uma opinião pública informada, interveniente e plural", refere a Media Rumo.

"Deste modo, o semanário Mercado começou já a ser distribuído na edição de domingo do Diário de Notícias, com uma tiragem equiparada", esclarece ainda o grupo angolano, que diz estar "a concluir negociações com outras publicações portuguesas" para que seja feito um processo similar com o jornal Vanguarda e a revista Rumo.

"A distribuição dos nossos produtos editoriais em Portugal obedece a uma lógica de internacionalização dos mesmos, numa perspetiva de promoção de informação credível e idónea sobre Angola, para os portugueses e europeus em geral", defende Domingos Vunge, presidente da Media Rumo.

O grupo recorda que a "prioridade são as questões económicas e políticas que têm sido afloradas nas suas publicações", que "possam despertar interesse aos empresários e atores políticos, para além da sociedade em geral, fortalecendo laços entre os dois povos, os dois países".

Com sede em Luanda, o grupo angolano Media Rumo foi criado em 2014, com o objetivo de publicar "títulos de grande informação, orientados por critérios de rigor, de criatividade e de pluralismo editorial".

Além das três publicações que agora vão chegar a Portugal, o grupo é também proprietário da Rumo, revista de ‘business intelligence', que faz a apologia das boas práticas e da ética empresarial.