Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Um avião onde seguiam 45 passageiros a bordo despenhou-se na placa de um aeroporto em Wau, no Sudão do Sul, esta segunda-feira.

"Havia 40 passageiros e cinco membros da tripulação a bordo", afirmou Gabriel Ngang, diretor da companhia aérea à AFP. O avião voava da capital, Juba, a Wau, acrescentou.

"Recebemos 37 pessoas que foram hospitalizadas de forma urgente e encontram-se em quadro estável", contou o ministro de informação do Estado de Wau, Bona Gaudensio.

A mesma fonte não entrou em detalhes a respeito de eventuais vítimas fatais.

"O tempo estava mau. A visibilidade não estava boa e o avião saiu da pista de aterragem e sofreu um acidente", afirmou um engenheiro do aeroporto de Wau, Paul Charles.

Os primeiros dados, aquando do acidente, avançados pela a agência Reuters, que citava membros da equipa de resgate, diziam que ninguém tinha morrido, dando conta da existência de "cerca de 17 a 18 pessoas feridas".

"O avião estava a deitar fumo da cauda antes de se despenhar", conta um repórter da Eye Radio. O mesmo jornalista revela ainda que assim que o aparelho tocou no chão se transformou numa enorme chama.

O governador do estado Andrea Mayar Achor revelou à BBC Africa que o acidente terá sido causado por problemas de visibilidade.

Fotografias do local do acidente mostram ainda os motores em chamas.

Nas redes sociais surgem várias imagens em que o aparelho da South Spereme Airliner aparece destruído.

[Notícia atualizada às 19h55]