Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

O treinador francês do Arsenal é cada vez mais criticado pelos adeptos do clube da primeira liga inglesa de futebol e hoje viu ser exibida uma faixa de protesto, antes de o jogo ter início e com os adeptos ainda longe de saberem que haveria novo desaire.

A faixa foi colocada num avião que sobrevoou o estádio do West Bromwich, anfitrião deste jogo da 29.ª jornada, e podia ler-se: "NO CONTRACT #WENGER OUT" (Contrato não, #Wenger rua), depois de se ter especulado que poderia ver o seu contrato prolongado.

Hoje, em casa do West Bromwich, o homem do jogo foi o lateral-direito da equipa da casa, Craig Dawson, com dois golos ‘fulminantes’ de cabeça, na sequência de cantos, a fazer o 1-0 (aos 12 minutos) e o 3-1 (aos 75).

O Arsenal ainda empatou aos 15, por Alexis Sanchez, mas o West Bromwich (8.º classificado) recolocou-se em vantagem com um golo de Robson-Kanu (55), num lance em que um dos jogadores estará ligeiramente adiantado.

Esta é a quarta derrota do Arsenal nos últimos cinco jogos na ‘Premier’, depois de perder também com Watford, Chelsea e Liverpool, e ter vencido apenas o Hull City.

A equipa (quinta classificada) poderá ficar agora a 19 pontos da frente, caso o líder Chelsea vença ainda hoje na visita ao Stoke City.

Nas competições europeias, a equipa treinada por Wenger, de 67 anos, também colapsou, com duas derrotas por 5-1 frente ao Bayern Munique, reforçando toda a contestação que se tem visto ao treinador francês.

[Notícia atualizada às 14h58]