Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

O número 10 do ‘ranking’ mundial, que em janeiro conquistou o seu 18.º título do ‘Grand Slam’, ao vencer o Open da Austrália, impôs-se em uma hora e 21 minutos, reforçando a sua superioridade no historial de confrontos com Wawrinka – 20 triunfos em 23 encontros.

Vencedor em Indian Wells em 2004, 2005, 2006, 2012 e 2017, Federer, de 35 anos, igualou sérvio Novak Djokovic, que era até hoje o único com cinco triunfos no torneio californiano.

Depois de perder o primeiro ‘set’ ao ceder o ‘break’ quando servia para 5-5, Wawrinka, número três do mundo, abriu a segunda partida a ganhar no serviço de Federer, mas permitiu novo ‘break’ no quarto jogo. Quando procurava o 6-6, Wawrinka sofreu nova quebra de serviço e entregou o título a Federer.

No setor feminino, a russa Elena Vesnina, conquistou aos 30 anos o título mais importante da sua carreira, ao derrotar a sua compatriota Svetlana Kuznetsova, por 6-7 (6-8), 7-5 e 6-4, em três horas de encontro.