Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Bruno Fernandes, de 32 anos, vai assim regressar à competição, sete anos depois de ter deixado o Flamengo, clube que representou entre 2006 e 2010.

Na sua apresentação com a camisola do clube mineiro, o guarda-redes, julgado e condenado pelo sequestro, desaparecimento e morte da sua ex-namorada Eliza Samudio, considerou que “o mais importante é recomeçar” e disse estar “pouco preocupado com o que as pessoas pensam”.

Bruno Fernandes, condenado pelos crimes de sequestro, assassinato e ocultação de cadáver da ex-namorada Eliza Samudio, cumpriu um terço da pena e aguarda em liberdade a decisão do recurso apresentado ao supremo tribunal.

A contratação do jogador já custou ao clube Boa Esporte a perda de cinco patrocinadores.

O sítio oficial do clube foi alvo de pirataria informática e nas redes sociais as críticas sucedem-se à contratação do guardião, condenado a 22 anos e três meses de prisão.

“Muito bem feito, Boa Esporte. És agora o clube mais odiado do mundo”, é dos comentários que se pode ler na página oficial do clube na rede social Facebook.

O presidente do clube, Rone Moraes, minimizou os efeitos negativos que a contratação está a ter, garantindo estar “empenhado no recomeço da carreira” do jogador.