Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Numa partida disputada no 'Teatro dos Sonhos', o treinador português já pode contar com o jogador mais influente do seu onze habitual: o sueco Zlatan Ibrahimovic. Ainda assim, os red devils tiveram que se aplicar a fundo para garantir a vitória.

Do primeiro jogo os ingleses traziam um empate forasteiro a uma bola - que por si só já transmitia algum sentido de conforto - ao entrar em campo esta noite. E foi notório que a equipa da casa queria resolver o jogo ainda no primeiro tempo: mais remates, mais domínio e uma bola aos ferros.

Mas foi preciso esperar até ao segundo tempo para que o Manchester United se adiantasse no marcador por Juan Mata e tranquilizar José Mourinho. Aos 70', numa combinação em que o arménio Mkhitaryan fez a jogada, Zlatan assistiu de calcanhar e o espanhol só teve de encostar.

Após ter sofrido o golo, a equipa russa ainda tentou reagir, conseguindo criar uma oportunidade muito perigosa. Porém, na baliza a substituir o habitual titular De Gea, estava um Romero que aparou o ânimo da linha mais adiantada do Rostov e tirou um golo praticamente certo.

Esta vitória coloca o Manchester United nos quartos de final da competição, num jogo que fica marcado pela substituição forçada de Paul Pogba, que saiu no decorrer da segunda-parte devido a lesão.