Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Os ‘red devils’, que estão a longínquos 17 pontos do líder Chelsea e apesar de terem menos um jogo disputado, ficaram agora a três pontos do Liverpool, equipa situada na derradeira posição de acesso à Liga dos Campeões.

Mourinho ainda tem duas frentes para conseguir o apuramento para a principal competição da UEFA: via campeonato ou através da Liga Europa, na qual está nos quartos de final e o vencedor terá acesso direto à ‘Champions’.

Depois de o Arsenal perder no sábado na visita ao West Bromwich (3-1), o United não desperdiçou hoje a oportunidade de o ultrapassar, num jogo com maior sofrimento do que o resultado pode espelhar.

A equipa treinada pelo português esteve a vencer por dois golos, de Fellaini (30) e Ligard (62), mas Gestede ainda reduziu para o ‘Boro’, dando esperança à equipa da casa, que nos últimos minutos – com algumas quezílias entre jogadores – ameaçou o empate.

O infortúnio pertenceria, no entanto, ao guarda-redes Victor Valdés, no último lance do jogo: Valencia lançou pela lateral um contra-ataque rápido, após um canto do Middlesbrough, e já depois de perder a bola teve uma oferta do guardião espanhol.

A bola parecia que ia morrer nos pés do ex-internacional espanhol, mas Valdés escorregou e o lateral do Manchester United aproveitou para fazer o 3-1, aos 90+3.

Ainda hoje, na Liga inglesa, o Tottenham recebe o Southampton, e o Manchester City o Liverpool.