Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

O Al Gharafa, clube do Catar, anunciou oficialmente a saída do treinador português Pedro Caixinha para assumir o comando técnico dos escoceses do Glasgow Rangers.

O emblema árabe, através das redes sociais, justifica a decisão de deixar sair o técnico como uma situação de "interesse financeiro do clube", uma vez que o timoneiro apenas tinha mais 45 dias de contrato.

"O desejo do técnico em aproveitar a oportunidade de treinar o Rangers é mais forte que o nosso desejo de continuar com ele", frisou um dirigente do clube numa declaração também publicada no Twitter.

Pedro Caixinha estreou-se nos grandes palcos como treinador adjunto do Sporting CP, em 2004/05. O português manter-se-ia no papel secundário durante mais seis anos somando passagens pelo Al Hilal, o Rapid Bucaresti e a seleção nacional da Arábia Saudita.

Passaria a assumir o papel principal num banco em 2010, no União de Leiria. Por lá ficaria época e meia, uma vez que trocaria os leirienses pelo Nacional da Madeira. Na ilha que viu nascer Cristiano Ronaldo, Caixinha faria também uma época e o início da temporada 2012/13, tendo deixado os madeirenses pelo Santos Laguna do México. Do outro lado do Atlântico o português conquistou tudo, a nível interno, e por lá ficou durante três anos, tendo em 2015 viajado para o Catar para assinar pelo Al Gharafa.