Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Rui Jorge, que divulgou hoje a lista de convocados para os particulares com Noruega e Alemanha, a 24 e 28 de março, respetivamente, mostrou-se satisfeito com as opções que tem à disposição, sobretudo devido ao maior tempo de utilização que os jovens estão a ter nos seus clubes.

“Temos aqui jogadores que jogam na Liga dos Campeões, que fizeram fases finais da UEFA Youth League. É uma realidade que não tínhamos anteriormente. Mesmo a nível de clube, têm uma experiência completamente diferente de há uns anos. Estamos muito bem servidos. Temos um grupo fantástico de jogadores, alicerçado em alguma experiência”, destacou, em conferência de imprensa.

A três meses do início do Euro2017, o técnico não adiantou se esta lista de convocados está próxima da definitiva e referiu que estes dois encontros de preparação são oportunidades para os jogadores mostrarem as suas capacidades.

“Os jogadores sabem que todos os momentos são de avaliação para eles. Se eles têm estas oportunidades, têm de as aproveitar. Se eles não mostrarem essa capacidade, são oportunidades perdidas e, no futebol, isso pode custar caro”, disse.

Rui Jorge justificou ainda a ausência de Gonçalo Guedes desta convocatória com o facto de o avançado ainda se estar a adaptar a uma nova realidade, após ter trocado o Benfica pelo Paris Saint-Germain, em janeiro.

“Conhecemo-lo muito bem, sabemos o que ele nos pode dar. Se esta fosse a convocatória final, ele estaria aqui connosco. Mas teve uma mudança abrupta na sua vida, mudou de país e de clube. Entendemos permitir que ele fique no clube um bocado mais para se adaptar e para o podermos ter em melhores condições daqui a dois meses e meio”, adiantou.

Sobre a mudança de Francisco Geraldes e Daniel Podence, que regressaram ao Sporting em janeiro, depois de meia época de empréstimo ao Moreirense, o responsável pelos sub-21 deixou o desejo de ver os dois jogadores a competir com maior regularidade.

“No Moreirense estavam com muitos minutos de competição e vieram à seleção sub-21. São jogadores nos quais acreditamos, conhecemo-los perfeitamente e jogaram com muita regularidade no Moreirense. Deram um salto significativo na carreira que os fez virem a esta seleção. Acreditamos nas qualidades deles e esperamos que continuem a ter minutos, porque é importante para o seu crescimento. Quanto mais alto é o nível, maior será a probabilidade de crescimento”, concluiu.

Portugal recebe a Noruega a 24 de março, no Estoril, e quatro dias depois defronta a Alemanha, em Estugarda, em dois jogos de preparação para o Campeonato da Europa, que terá lugar na Polónia, entre 16 e 30 de junho.

A formação lusa está inserida no grupo B, juntamente com Espanha, Sérvia e Macedónia.

Lista dos 23 convocados:

- Guarda-redes: Bruno Varela (Vitória de Setúbal), Miguel Silva (Vitória de Guimarães) e Rui Silva (Granada/Esp).

- Defesas: Domingos Duarte (Belenenses), Edgar Ié (Belenenses), Fernando Fonseca (FC Porto), Kevin Rodrigues (Real Sociedad/Esp), Pedro Rebocho (Moreirense), Rúben Semedo (Sporting) e Tobias Figueiredo (Nacional).

- Médios: Bruno Fernandes (Sampdoria/Ita), Francisco Ramos (FC Porto), Francisco Geraldes (Sporting), João Carvalho (Vitória de Setúbal), Rony Lopes (Lille/Fra) e Rúben Neves (FC Porto).

- Avançados: Bruma (Galatasaray/Tur), Carlos Mané (Estugarda/Ale), Daniel Podence (Sporting), Diogo Jota (FC Porto), Gonçalo Paciência (Rio Ave), Iuri Medeiros (Boavista) e Ricardo Horta (Sporting de Braga).