Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Em declarações aos jornalistas no Parlamento, o vice-presidente da bancada do PS João Paulo Correia comentava os valores avançados pela imprensa desde quinta-feira e que serão hoje oficialmente apresentados pela Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos (CGD) pelas 17:30.

"É um valor elevado mas é um valor bastante abaixo do que era o prejuízo previsto para a CGD em 2016, que era de três mil milhões de euros", salientou o deputado socialista.

Questionado se estes prejuízos afetarão de alguma forma o processo de recapitalização em curso no banco público, o vice da bancada socialista salientou que "a proposta do governo em Bruxelas, e que foi aprovada pelas instâncias europeias, contemplava um registo de imparidades e nível de prejuízo acima" do que é agora conhecido.

"Neste momento, o que podemos dizer é que o processo de recapitalização vai continuar nos valores que foram apresentados e aprovados em Bruxelas", assegurou João Paulo Correia.