Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

"Temos registado estes casos em alguns pontos do país e, até ao momento, a nossa preocupação tem sido monitorizar a situação e, ao mesmo tempo, assistindo os doentes", declarou à Lusa Benigna Matsinhe, avançando que, desde janeiro, foram registados 217 casos de cólera em Moçambique.

De acordo com a diretora-adjunta de Saúde Pública, as províncias de Maputo, sul de Moçambique, e Nampula, no norte, são as mais atingidas pelo surto, estando o Governo moçambicano a preparar-se para implementar o Plano de Contingência contra a doença, orçado em 59 milhões de meticais (780 mil euros).