Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Em comunicado, a organização lembrou que estes quatro nomes se juntam ao alinhamento da 25.ª edição do festival, que inclui Foals, At the Drive-In, Nick Murphy (Chet Faker), Beach House, Future Islands, Ty Segall, Foxygen, Benjamin Clementine, BadBadNotGood, !!! (Chk Chk Chk), Car Seat Headrest, Beak>, Ho99o9, Moon Duo, Sunflower Bean e Manel Cruz.

Os escoceses Young Fathers passaram pelo Alive, em Algés, há dois anos, e pelo Super Bock Super Rock, em 2016, onde apresentaram o trabalho partilhado com Massive Attack, com quem colaboraram na canção “Voodoo in My Blood”, do EP “Ritual Spirit”.

“Igualmente interessado por música desde a adolescência, o canadiano Andy Shauf foi autodidata a aprender guitarra, bateria, piano e qualquer outro instrumento com o qual se cruzasse”, pode ler-se no comunicado da organização do Vodafone Paredes de Coura.

De regresso a Paredes de Coura estão os Mão Morta, numa altura em que se celebram os 25 anos de “Mutantes S.21”, disco que vai marcar as atuações da banda ao longo de 2017, quando estão já a gravar novo álbum.

Os também portugueses You Can’t Win, Charlie Brown passam também a fazer parte do cartaz da edição deste ano de Paredes de Coura, depois de terem lançado “Marrow”, no ano passado.

Os passes gerais para o festival, que decorre em agosto naquele concelho do distrito de Viana do Castelo, custam 90 euros.