Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

A Semana da Crítica, que decorre entre 18 e 26 de maio, convida "um dos mais talentosos realizadores da atualidade", "líder de uma nova geração de cineastas brasileiros que se têm feito notar na cena internacional", lê-se no comunicado.

Aquele programa, que existe há mais de 50 anos em paralelo ao festival de Cannes, premiará as melhores primeiras e segundas obras do cinema internacional, tanto em longa como em curta-metragem.

O júri que Kléber Mendonça Filho presidirá inclui ainda Diana Bustamante Escobar (Cartagena Film Festival), Eric Kohn (Indiewire), Hania Mroué (Metropolis Art Cinema) e o ator Niels Schneider.

O realizador brasileiro é convidado para a Semana da Crítica um ano depois de ter feito a estreia mundial em Cannes do filme "Aquarius" e de ter protagonizado um protesto público contra a destituição da então presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Protagonizada por Sônia Braga, a segunda longa-metragem de Kléber Mendonça Filho estreia-se hoje nos cinemas portugueses.

O Festival de Cinema de Cannes decorrerá de 17 a 28 de maio e o júri será presidido pelo realizador espanhol Pedro Almodóvar.