Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

“Desafiar todas as pessoas a ler um livro por mês” é o objetivo da Associação de Jovens Voluntários de Gaeiras (JVG) que, todos os últimos sábados de cada mês vai “de bicicleta, levar livros até à porta dos habitantes da vila”, explicou o vice-presidente, Cláudio Rodrigues, à agência Lusa.

Os livros, adiantou, “serão selecionados segundo a preferência de género de cada uma das pessoas que se inscrever” e com eles será entregue “um envelope com um ‘documento único’, onde o leitor poderá escrever os seus pensamentos ou notas acerca do livro que leu e que acompanhará sempre o livro por todas as casas por onde passar”.

Denominado “bibliocleta”, o projeto assume-se como “uma plataforma de partilha de livros, de conhecimento e de felicidade, onde os leitores terão momentos periódicos de reunião e tertúlia entre si para discutir o que sentiram e compreenderam das suas leituras”.

Ainda em fase de divulgação, conta já com “mais de duas dezenas de inscritos”, mas Cláudio Rodrigues estima que “o número venha a ser muito superior” já que a associação vai “desenvolver ações de ruas, com algumas animações, para cativar algumas pessoas que não seriam potenciais leitores”, junto das quais consideram importante “promover a leitura como forma de desenvolvimento pessoal e do pensamento crítico”.

Da iniciativa fará ainda parte a “oferta de 17 marcadores de livros, alusivos aos 17 objetivos estabelecidos pela UNESCO até 2030”, distribuídos na cadência de um por mês, sendo o primeiro “sobre a erradicação da pobreza”, revelou Cláudio Rodrigues.

O serviço será gratuito tendo os interessados em receber livros apenas que preencher um formulário através do link: https://goo.gl/forms/dOFxWc2u1tANEls42 e aguardar pelo contacto da associação.

Depois “basta estar em casa no dia da distribuição para receber o livro e devolver o do mês anterior para que outros possam dele usufruir”, ou, “caso não esteja em casa devolver o livro noutro dia, na sede da Junta de Freguesia de Gaeiras”, explicou o mesmo responsável.

A “Bibliocleta”, que no último sábado de janeiro fará a sua primeira distribuição de livros, poderá ainda “chegar a outras freguesias do concelho de Óbidos e, dependendo do interesse, a concelhos vizinhos”, já que “a simplicidade do projeto permitirá que este seja replicável e se multiplique por várias regiões de baixa densidade populacional”.

Romance, poesia e literatura infantil são, para já, “os géneros mais pedidos” pelos leitores inscritos no projeto em que associação admite investir “cerca de mil euros” na aquisição de livros que constituirão a biblioteca da JVG.