• Fregim, nobre Freguesia
    Fregim, nobre Freguesia
    Pretendo aqui falar da minha terra, que não o é de nascença, mas de vivência. Costuma-se dizer que pai não é só quem faz um filho, mas, mais importante, quem o cria. Assim, não tendo nascido em Fregim, tenho fortes raízes familiares nesta terra, que
  • La mie Terra
    La mie Terra
    Posso falar de muitas coisas únicas da minha terra, mas para dar o mote comecemos pela “Lhéngua mirandesa”, que é também a minha língua e de todos os meus conterrâneos. Ora, com uma língua oficial e situada no nordeste transmontano fica apresentada “
  • Almeida, ou quando a memória é de granito
    Almeida, ou quando a memória é de granito
    Uma coisa tenho por garantida: ninguém fica indiferente a Almeida. Eu, que calcorreio as suas ruas há algumas boas décadas, ponho-me por vezes a pensar em qual será a sensação de alguém que entre pela primeira vez as portas das suas belíssimas muralh
  • Lamego: um voltar às origens
    Lamego: um voltar às origens
    Não há nada como voltar à terrinha. Apesar de residir a cerca de 400km da cidade de Lamego, não há sítio onde me sinta mais em casa. É nas suas paisagens, nas suas gentes e nas suas iguarias que vou recarregar baterias sempre que possível. Lamento in
  • #Somos todos de Porto de Mós
    #Somos todos de Porto de Mós
    Ninguém sabe onde é Porto de Mós. No fundo, estou em crer que Porto de Mós é até a Atlântida dos tempos modernos. Ora vejamos (entramos na parte que pode carecer de precisão histórica, porque não fiz pesquisa e, sejamos honestos, vocês tampouco farão
  • Mais que a Veneza de Portugal, é Aveiro da Europa
    Mais que a Veneza de Portugal, é Aveiro da Europa
    Platão afirmava, uma forma de conhecermos algo é conhecermos tudo o que não é esse algo, e é nesse sentido que para podermos conhecer Aveiro é bom que se conheça todas as outras cidades, ou pelo menos, muitas outras. A minha opinião neste artigo pass
  • Minha Mãe é de Viana. Meu Pai de Ponte de Lima
    Minha Mãe é de Viana. Meu Pai de Ponte de Lima
    Podiam ser versos de um vira, mas neste caso são apenas as raízes da minha existência. Nasci lá, batizaram-me cá. Nas duas tenho vivido a maior parte do meu tempo. Em Viana cresci até ser maior, depois comecei a crescer por toda a parte e fiz de mim
  • Funchal, um anfiteatro à beira mar plantado
    Funchal, um anfiteatro à beira mar plantado
    Há mais de 500 anos, nascia esta cidade, descoberta no alvor da grande aventura lusa do além-mar. Foi o porto de abrigo que acolheu o test drive das naus portuguesas, a caminho de meio mundo. A sua orografia e baía natural a sul da Madeira, fez do Fu
  • São Miguel: Eleições sem cultura...
    São Miguel: Eleições sem cultura...
    São Miguel já não é o que era. De há uns anos para cá, por força da abertura do espaço aéreo, pelo fascínio criado em volta da mística inerente aos Açores, enquanto destino de natureza, há um movimento maior. Há um sentimento de renovação e uma emerg
  • Gosto uma parga de Santarém
    Gosto uma parga de Santarém
    Sou pouco dado a escrita jornalística, prefiro os relatos emotivos, sentidos e algumas vezes ressentidos. Por isso, proponho uma espécie de passeio de tuk tuk, serei o vosso guia numa visita informal e subjetiva, na qual a minha história pode e irá s
  • A Mêda é um jardim
    A Mêda é um jardim
    Para além da interioridade e dos problemas todos que ela acarreta, por demais explicados (quer o país se importe ou não), a Mêda vive ainda entalada numa indefinição existencial: não pertence à Serra da Estrela e está um tudo-nada a sul do Douro, não
  • Cara Madonna, e se visitasse Braga?
    Cara Madonna, e se visitasse Braga?
    Braga não está no primeiro lugar dos rankings das melhores cidades a nível nacional. Em Braga ainda é preciso fazer muito, mais e melhor — mas não se deixe iludir. Braga é, e continuará a ser, uma cidade excelente para se viver.
  • Viver em Carregal do Sal
    Viver em Carregal do Sal
    Localizado no sul do distrito de Viseu, com 9.835 habitantes (dados de 2011), Carregal do Sal é um concelho pequeno do ponto de vista populacional, com cerca de mais de mil habitantes que o Bairro da Alta de Lisboa, por exemplo. É um concelho que não
  • Abençoado subúrbio
    Abençoado subúrbio
    Eu nasci em 1994 e julgo que a maternidade de Oeiras fechou uns poucos anos depois; foi lá que nasci. Talvez dizer que fui dos últimos bebés que lá nasceu seja um exagero, mas gosto de pensar que há algo de especial e exclusivo em poder dizer “nascid

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.